tattoo

Acredito no poder das narrativas como forma de inventar o espaço onde habitamos, e é com elas que desenho meus universos. Sempre é possível escrever ou desenhar novos corpos para outras histórias. Desde 2017 tenho escrito essas histórias sobre peles. Adornos como cicatrizes que preparam corpos para o futuro. A tatuagem me insurge como um desdobramento de uma poética íntima. Como artista, antes de tudo, interferir numa pele humana para imprimir nela uma imagem tem me possibilitado uma experiência que transcende entregar a alguém um desenho meu. Me deparo com a inteligência desse órgão que nos reveste. Seus tensionamentos e relaxamentos, suas diversas cores e densidades, suas aberturas e disponibilidades para receber interferências externas, seu tempo limite de aceitação dessa interferência, seus processos de integração ou repulsa durante a cicatrização. Além do tempo diluído dedicado à produção de uma imagem e as relações de afeto que isso proporciona sempre me foram importantes no processo de desenho. Comecei as atividades como tatuadora de forma autônoma, depois integrei o studio @lemanattt, com Isabelle Santos e Maira Egito. Há 3 anos tenho estúdio próprio independente sediado em Recife. Trabalho com blackworks em técnica autoral que transita entre o fineline e preenchimentos sólidos.